Existe diferença entre Artesanato e Arte ? Se sim, qual seria ?

6

Olá belas e belos,

Hoje nossa conversa será em torno do Artesanato. Sou admiradora, consumidora e sem falsa modéstia, tenho habilidade manual, criatividade e senso estético, que me permite transitar por este mundo rico de texturas, cores e formas com relativa intimidade. As tintas, os pincéis, as linhas, os tecidos e as contas, sempre me fazem companhia nos momentos de lazer. Adoro fazer bijuterias e presentear minhas amigas. O trabalho manual para mim, além de prazeroso é terapêutico.

Inicialmente o artesanato surgiu pela necessidade de se produzir bens de utilidades e uso rotineiro, depois evoluiu para os adornos, sem necessariamente perder sua utilidade. Ele teve seu início no mundo com a própria história do homem, e os primeiros artesãos surgiram no período neolítico (6.000 a.C.) que foi o período em que o homem aprendeu a polir a pedra, a fabricar a cerâmica e a tecer fibras animais e vegetais.

O artesanato tem grande parcela de responsabilidade no desenvolvimento da capacidade criativa do ser humano. Normalmente o artesanato é fabricado por famílias dentro da sua própria casa ou em pequenas oficinas. Inúmeras comunidades foram desenvolvidas e sobrevivem pela força que o artesanato exerce na vida dos cidadãos. Quando ele não é o meio principal de sustento de uma família, ele entra para complementar a renda familiar.

O artesanato brasileiro é um dos mais ricos do mundo, ele faz parte do folclore, desnuda costumes, tradições e a característica de cada região. Quando se fala em artesanato, muitas pessoas perguntam qual a diferença do Artesanato e da Arte, já que há peças artesanais que são verdadeiras obras de Arte. Para elucidar essa questão, fui falar com quem tem propriedade para conceituar o que é Arte e o que é artesanato.

 

Willian Gama

Foto: Rai Reis

O Curador de Arte Willian Gama, contribuiu com a seguinte colocação: “tenho o entendimento desde a escola de Arte que, o artesão é um artista e o artista é um artesão. Vejo a relação dessas designações como algo ligado ao status de ser artista ou artesão, quase como uma imposição de “mercado”, que tenta colocar um como melhor que o outro ou mais valioso, mas na verdade trata-se da mesma coisa. Diferente neste ponto temos o que é bom ou não para a Arte como um todo e esta percepção é muito particular, vai da vivência de cada pessoa com a Arte”.

20160521_113553 (1)

Foto: Matheus de Moraes

A Artista Plástica Rosylene Pinto, coloca que: a Arte é muito abrangente, de forma que engloba o próprio Artesanato dentro de si. Portanto, a Arte pode nos aparecer em diversas formas como pintura, escultura, música, dança, teatro, cinema, entre outras. Então estarei aqui de acordo com minha vivência como Artista Plástica, falando especificamente qual a diferença entre Artes Plásticas e Artesanato. Muitas pessoas confundem trabalhos de Arte com Artesanato, principalmente no que diz respeito a trabalhos como o meu Escultura em Cerâmica Figurativa. Alguns os referem como artesanato, enquanto que na verdade estes são considerados como Arte. No meu pensar a Arte é ligada a algum tipo de expressão ou sentimento, e normalmente não tem como objetivo principal só financeiro e nem função prática. Ela representa uma emoção ou até mesmo um estado de espírito e comunhão com o artista. A Arte nasce do indivíduo e se expressa através de algum material que a personifica. A Arte é única, embora a técnica de confecção possa ter seguidores e aprendizes. A Arte na maioria das vezes depende de apenas um criador, cuja sua criação se dá num momento de inspiração. A obra por ser única, pode atingir preços muito acima do imaginável, remunerando regiamente o artista, e com a morte deste, as estas tendem a se valorizar ainda mais. Já o Artesanato, está ligado à questão do ofício que muitas vezes são passadas de pai para filho, onde se desenvolve uma habilidade dentro de uma tradição que já vem sendo desenvolvida previamente ou por alguém da família ou até mesmo por alguém daquela comunidade ou região, logicamente que essas peças quando repassadas vão sendo de alguma forma modificadas, mas não perde o determinado pensamento, o do fazer inicial. O Artesanato normalmente é feito com o intuito de ser vendido e visa um mercado imediato, seguem algum tipo de técnica ou habilidade obtidos ao longo de muita prática. A criação pode ser repetida, criando-se diversos objetos parecidos. Normalmente o Artesanato tem função prática, ao contrário da arte”. O Artesanato pode ser mais antigo que a própria Arte, mas a Arte sempre existiu, pois o ser humano precisa se expressar. O Artesanato sempre dará utilidade para aquilo que o meio oferece, a Arte conceitua, critica, busca veracidade, pede um olhar mais crítico do expectador sobre fatos que ocorrem no seu meio, te faz pensar. Então sendo ARTE ou ARTESANATO uma precisa da outra, e são de grande importância para sobrevivência e história de um povo”.

Fecundo Cerrado

Obra: Fecundo Cerrado ( Rosylene Pinto)

16

DSC04772

10

8

14

4

13

7

5

9

DSC_0212

DSC04739

A partir da Revolução Industrial, que teve seu início na Inglaterra, o Artesanato foi por longo tempo desvalorizado, perdeu sua importância e submeteu os artesãos a péssimas condições de trabalho.

Hoje com os incentivos e programas do governo, que visa valorizar o trabalhador, o Artesanato brasileiro voltou a ter sua importância, colaborando com a economia, gerando emprego, incentivando e atraindo o turista brasileiro e estrangeiro.

Isolda Risso
Isolda Risso

Mãe, Empresária, Cronista, Coach de Vida , Design de moda e acessórios, observadora do comportamento humano. Um Ser humano mutável e processo de evolução !

1 Comentário

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado.