As loucuras que me levavam até você…

Despertar de uma madrugada
Desperta sentimentos
Sem culpas
Sem desculpas.

As loucuras que me levavam até você
Não entenderei nunca…

Eu sei não basta
Só palavras ditas ao vento,
Mas sim um único coração.

Tu és como o vento
Que vai e vem
Sem parada
Tu és do mundo.

No despertar de um anoitecer
Tu és da lua
Das estrelas
Tu és do céu.

No despertar de um Sonho
Tu és meu amor
Tu és minha vida
Tu és meu passado
Meu futuro.

No despertar do silêncio de nossas almas
Tudo fica mudo

O silêncio fala
Os olhos transmitem
O coração senti…

Tu és…

Osvani

Isolda Risso
Isolda Risso

Mãe, Empresária, Cronista, Coach de Vida , Design de moda e acessórios, observadora do comportamento humano. Um Ser humano mutável e processo de evolução !

3 Comentários
  1. Em 1977 (ano marcante, devido a certos acontecimentos- alguns bons, outros maus…), ao voltar ao Colégio Estadual de Paranavaí (iniciando os estudos do 2º grau), tive como colega de sala (entre outros, Márcio Marchi – proprietário rural em Bonito-MS; Hairton Campos – médico em São Paulo; Roberto Queiroz Martins Alcântara – odontólogo e grande empresário em Londrina-PR, etc), uma garota mui bela e atraente chamada Isolda Risso de Brito.
    Na época, ela se destacava (sendo, talvez, a garota mais bela e interessante do colégio) entre muitas outras…
    Tantos anos se passaram… No último final de semana, visitando familiares em Paranavaí-PR, conversando com um amigo (colega de sala naquele ano e nos dois anos seguintes), ao relembrar nomes de antigos colegas, veio à tona (como não poderia deixar de ser), o nome da Isolda…
    Parabéns pela “veia poética” e abraços.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado.