A flexibilidade é um ato de inteligência !

Flexibilizar… uma escolha inteligente !

É fato, que o que era antes, nem sempre será, e é bom que seja assim, a vida é movimento, é dinâmica, e feliz é aquele que ao longo dos anos permite-se mudar.

Não existe personalidade perfeita, uns são obsessivos, outros são indolentes.

Uns mudam de opinião o tempo todo, outros têm opiniões demasiadamente fortes.

Todas as formas de ser e de pensar envolve uma dor, e como diz Caetano Veloso em sua musica Dom De Iludir: “cada um sabe a delicia e a dor de ser o que é “.

Não é fácil muito menos simples, nos desfazer de nossas convicções, sejam elas de que ordem forem, mas a boa noticia, é que podemos mudar, se hoje temos um modo de agir e pensar, não significa que seja uma sentença perpétua. A mudança é elemento de evolução e necessária para as relações.

A flexibilidade mental é muito mais do que uma habilidade ou competência, é uma virtude que define um estilo de vida e permite ás pessoas se adaptarem melhor á pressões do meio e do cotidiano.

Quando somos flexíveis, nossa capacidade de gerar mudanças construtivas que deem resultados melhores é maior.

A rigidez quebra facilmente, se espedaça e não se atinge o objetivo, enquanto a flexibilidade é adaptável e se vai mais longe.

A capacidade de uma pessoa manter a mente aberta, rever seus próprios conceitos e se adaptar ás circunstâncias, aos convites de mudança que a vida nos proporciona, esta diretamente ligada á alegria e a felicidade que ela vivencia.

Quando acreditamos em dogmas, nos aferramos a ideias fixas e imutáveis ou mesmo a preconceitos e atitudes irredutíveis, estamos vivendo em permanente conexão com a amargura e a infelicidade. Uma mente rígida, tem maior propensão a sofrer todo tipo de transtorno psicológico e emocional e físico.

As pessoas flexíveis não são perfeitas, de forma alguma. Elas procuram liberar-se dos mandatos e dos “deveria “.

Uma mente rígida adoece e deixam todos que estão á sua volta doentes, gera sofrimento, estresse, depressão, ansiedade, e hostilidade.

Dificilmente atrairá para si de forma espontânea, pessoas que não tenham algum interesse comercial, obrigações profissionais ou deveres familiares.

As amizades genuínas são como uma semente a ser plantada e para que uma semente germine, é necessário um solo humoso, macio, acolhedor e adaptável para favorecer a transformação de semente para planta.

Ao contrário, uma mente flexível fortalece o sistema imunológico, gera bem estar, une e fortalece os relacionamentos interpessoais, cria laços e consolida uniões.

A rigidez no modo de pensar e agir, pode estar vinculada a cultura de um povo, de uma família, as experiências mal sucedidas e principalmente as crenças.

Muitas vezes a flexibilidade é confundida com irresponsabilidade.

A pessoa acredita que só será respeitado ou vencerá na vida se trabalhar muito duro e não perder tempo com lazer. É óbvio que para se conquistar um vida que te favoreça relativo conforto e tranquilidade, exige esforço, empenho e dedicação. Nada cai do céu, todavia é fundamental que tenhamos momentos de descanso e lazer, inclusive visando nosso equilíbrio físico, mental e emocional.

A culpa é outro fator que patrocina a inflexibilidade. A pessoa acredita que se ela fizer alguma coisa para relaxar, se divertir ou não fazer nada estará sendo desajuizado. Outros não se sentem merecedores, creem que se fizerem algo de bom para eles, estarão sendo egoístas.

Normalmente são pessoas com baixa autoestima, sentem-se devedores se não estiverem produzindo o tempo todo.

Não se permitem errar, e quando erram dificilmente se perdoam, iniciando assim um processo de autopunição, abrindo espaço para o insucesso.

Ser flexível, mudar de opinião, não significa tornar-se uma pessoa vazia ou sem personalidade, ser flexível diante dos convites da vida é um ato de inteligência.

Um bom meio de iniciar essa mudança é começando a entender que nem todo munda esta totalmente certo, nem totalmente errado.

Cada ser humano é um universo e cada universo tem características próprias, necessidades próprias, desejos, valores, conceitos próprios e olha que legal, não é estático, podem ser modificados, reciclados.

Aceitar que nem todas as criticas visam o mal, desenvolver a capacidade de distinguir a crítica que tem um objetivo maldoso, da crítica que irá colaborar para o seu aprimoramento pessoal. Inúmeras vezes uma critica nos alerta do caminho equivocado que estamos tomando.

Aceite que escolhas, gostos, comportamentos e opiniões diferentes das suas é apenas diferente, já imaginou se todos fossemos iguais? Não aprenderíamos nada, ou viveríamos na mesmice.

Fique mais atento aos sentimentos dos outros.

Aprenda ouvir.

Descubra seus dons e aprimore seu lado criativo.

Não se leve tão a sério, ria de si mesmo, a vida pode ser mais leve, mais humorada e bom humor rejuvenesce.

Você merece…

Um abraço

Isolda

 

Isolda Risso
Isolda Risso

Mãe, Empresária, Cronista, Coach de Vida , Design de moda e acessórios, observadora do comportamento humano. Um Ser humano mutável e processo de evolução !

1 Comentário
  1. Perfeito.eu aprendi flexibilidade com minha filha.Desde menina eu sempre fui um pouco a frente do meu tempo em entender um pouco as escolhas gostos jeito e diferenças mas encalacrada da educação de antigamente eu em certos pontos era inflexivel e isso fui corrigindo pelo jeito de minha filha ver o mundo e me chamar atenção. Conheço convivo com pessoas inflexíveis e confesso é tudo que vc descreveu .você fez uma ressonância na pessoa. O triste é ser e não querer mudar .eu graças a Deus resolvi mudar e nem era tanto mas acho que o pouco que fui ja devia ser chato pra quem está do lado.sigamos olhando e amando as pessoas como elas são e não como queremos que sejam.Adorei o site muito lindo de bom gosto .como sempre. Bj sucesso .suas palavras aliviam nossa jornada!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado.