O inebriante caso de amor entre Chanel e Stravinsky.

0
44

 

 

 

Chanel

COCO CHANEL E IGOR STRAVINSKY

Gabrielle Chanel (Coco Chanel), nasceu em 19 de agosto de 1883, em um albergue em Saumur. Os pais não eram casados. O pai era um mascate e estava ausente quando ela nasceu. Em 1895 morre a mãe de Coco. O pai a leva para um orfanato. Em 1905 Coco começa a desenhar e fazer os próprios chapéus e vestidos. Em 1916 Coco alcança independência financeira. Coco morre no dia 10 de janeiro de 1971.

Igor Stravinsky nasceu no dia 17 de junho de 1882, em Oranienbaum, onde seu pai é um dos principais cantores da Ópera Imperial. A família vive na orla da sociedade da corte. Em 1903 Igor torna-se aluno de Rimsky-Korsakov (Considerado um mestre em orquestração). Em 1905 Igor se forma Advogado.

Paris, 1920. Os destinos de Coco Chanel e Igor Stravinsky cruzaram-se pela primeira vez na desastrosa estreia do balé A sagração da primavera. Sete anos mais tarde, encontraram-se novamente. A agora rica e famosa Chanel convida o exilado e pobre Stravinsky e sua família – a esposa e quatro filhos – para passar o verão em sua cada de campo. Ambos experimentam uma nova fase de criatividade e, quando a sensualidade e a empolgação do trabalho os aproximam, eles se envolvem em um inebriante caso de amor. Ao mesclar ficção e realidade, o autor transmite com brilhantismo a atmosfera de tensão entre Coco e Igor e a paixão ardente que os consumiu.

Magnificamente escrito, Coco Chanel e Igor Stravinsky analisa a dinâmica de um relacionamento condenado, temperado com prazer ilícito e carregado de culpa.

Chris Greenhalgh é professor na Sevenoaks School, na Inglaterra. Formado em literatura inglesa e com doutorado em poesia americana pós-moderna, o autor ganhou o prêmio Eric Gregory em 1992. Já publicou três livros e escreveu o roteiro do filme Coco Chanel e Igor Stravinsky, adaptação de seu livro, que foi apresentado no Festival de Cannes de 2009.

Deixe um comentário